Materiais artísticos são caros?




Quando temos o sonho de trabalhar com arte, a primeira coisa que assusta é o custo dos materiais artísticos.


De fato, materiais de qualidade são realmente um investimento.


Entretanto, é fato que o resultado final de nosso trabalho será impactado pela qualidade dos materiais que usamos.


Lápis de cor, por exemplo, tem uma diferença incrível quando você usa algo que tem qualidade. A pigmentação é mais intensa, a mina costuma ser mais macia, e não é preciso fazer esforço para colorir.


Tintas também. Quando usamos materiais mais baratos, percebemos logo que não conseguimos efeitos que vemos em trabalhos de outros artistas ou ilustradores.

Meus alunos costumam me perguntar como faço alguns efeitos. Alguns me escrevem e enviam seus trabalhos. Porém, o tipo de tinta interfere imensamente no resultado do trabalho também.


Existem materiais escolares, de hobby e os chamados artísticos ou profissionais.

Os materiais escolares são geralmente os mais em conta. São mais baratos, tem pouca pigmentação, e como uma aluna comentou: ‘agora eu sei porque passava tanta raiva ao pintar com lápis de cor’. Porque as cores são “apagadas” e é preciso apertar muito para conseguir preencher um pouco do papel com eles.


Já os materiais de hobby são um pouco melhores. Há, por exemplo, lápis de cor de muita qualidade nessa área. Os lápis GoldFaber, da Faber Castell, segundo a própria fabricante, se enquandram nessa faixa. São excelentes, na minha opinião.


E há os profissionais, como os Aquarelle, da Caran d’Ache, que são os top de linha.

Porém, não é necessário investir num lápis de cor tão especial. Existem alternativas mais econômicas, que tem um resultado muito bom. Confira lá no fim algumas alternativas mais em conta.


Tem muita gente que diz: “Ah, eu não vou pagar esse valor numa caixa de lápis de cor. É muito caro”.


Será que é mesmo?


Eu vejo da seguinte maneira: o investimento que o ilustrador faz o ajuda a produzir ilustrações. Se isso possibilita que ele tenha retorno financeiro, por que não investir em algo assim?


Se formos reparar bem, quando alguém trabalha como padeiro, tem que investir nos insumos, num forno, numa batedeira, numa geladeira… se realmente for um profissional.

Um advogado tem que investir em roupas melhores, um laptop, um celular muito bom, e em muitos livros. Sem falar nas taxas e registros. Só de exame da OAB, tem que pagar 260,00 reais. Se ele passar, não precisa pagar isso. Mas se não passar, quantas vezes vai ter que pagar esse valor? Isso sem falar nas anuidades da classe.


Um médico tem que investir nos equipamentos, aparelho de pressão, estetoscópio, móveis, maca, sem falar no aluguel do consultório e a anuidade do CRM.


Um lojista tem que investir na loja, no aluguel, em prateleiras, etc… sem falar no estoque, que ele nem sabe se vai vender. Funcionários, taxas e impostos…


Enfim, pensando assim, se comprarmos um lápis de cor profissional, mesmo que seja caro de início, quantos anos vai durar? Muitos anos, pois usamos uma só pontinha dele para pintar uma parte no papel.


Pensando nisso, o investimento acaba sendo bem em conta, pois só vamos usar lápis e papel.


Enfim, eu tenho várias caixas de lápis de cor. O investimento que fiz foi pequeno em comparação com o retorno que eles já me deram.


Para finalizar: se alguém deseja levar a sério a profissão do ilustrador, tem que ter pelo menos um investimento mínimo em bons materiais.


Abaixo indico alguns lápis de cor aquareláveis que tem excelente qualidade e um custo médio.


Goldfaber, da Faber Castell – https://amzn.to/2WJChLz


Mondeluz – https://amzn.to/3h1r3ct


Staedtler Karat – https://amzn.to/2Ylc4Ul


Lyra – https://amzn.to/3DVbTzF ou https://amzn.to/3n0fDtq


Faber Castell Albrecht Dürer – https://amzn.to/3n8WNQK

145 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo