Planejando sua Carreira de Ilustrador de Livros Infantis - II

Meu filho mais velho costuma dizer que eu não deveria trabalhar só com ilustração. Ele acha curioso e engraçado quando estou incentivando alguém a seguir um sonho. Brinca: “você deveria trabalhar com isso, porque você gosta muito de motivar os outros”. E é verdade: Eu acho que todos tem um propósito no mundo.







Quando somos crianças, todo mundo pergunta o que vamos ser quando crescer. E infelizmente, muitos acabam esquecendo disso.


A correria do dia a dia, o namoro, o casamento, os filhos, a busca por um emprego seguro, a compra da casa, a faculdade que vai levar a uma profissão dá dinheiro… tudo isso acaba atropelando o que gostaríamos de ter feito. Eu passei por isso. Coloquei a segurança e a certeza de um emprego antes da arte e ilustração. Enfim, depois de algum tempo, consegui, passo a passo, realizar meu sonho.


Mas, muitas pessoas chegam à velhice sem ter realizado esses sonhos, e outras ficam pensando: “um dia eu faço”. Só que a vida vai passando e acabamos deixando de ‘curtir a jornada’, prorrogando os nossos sonhos e objetivos. Tenho notado isso muito forte nas pessoas idosas com quem convivo.

Se você for perguntar para as pessoas, a maioria dirá que não trabalha com o que gostaria. Alguns queriam ser astronautas, outras queriam ser bailarinas, e outros, artistas e ilustradores… Infelizmente, nem todos conseguem chegar a um sonho, e não é só por culpa deles. O mundo é um lugar concorrido e nem sempre tem vaga para tantas pessoas de uma mesma profissão.


Porém, há profissões que, mesmo com o mercado concorrido, independem de vagas. E é o caso do ilustrador. Qualquer pessoa pode ser ilustrador, independentemente da idade, ou se acha que já passou o tempo, ou se não conhece o que é necessário para tal.


Para isso, há que se planejar e, muito importante, entrar em ação. Um planejamento sem ação não dá resultado.


O segredo para progredir é dar o primeiro passo.

Mas, não basta somente um planejamento genérico. Para realmente sairmos da nossa zona de conforto e não cair na procrastinação. devemos definir metas. E essas metas não podem ser apenas generalizadas. Tem que ser específicas: O quê? Quem? Quando? Como? Por quê?

O que eu quero conseguir?

Uma resposta poderia ser: trabalhar com ilustração.


Quem será o responsável por isso?

Eu mesma. Não podemos ficar esperando outras pessoas nos ajudarem. Todos tem seus problemas e não podemos terceirizar essa tarefa. Nós mesmos somos responsáveis por nossas vidas e também nossas realizações. Os outros podem até ajudar, mas na verdade, eles mesmos estão correndo atrás das metas deles.

Quando?

Definir uma data é a melhor maneira de não deixar para depois. Não diga: quando eu tiver tempo. Pense numa data específica: Dia X do mês Y do ano Z.


Como?

Aí entra o modus operandi. Como vou fazer isso? Se você quer trabalhar com ilustração, precisa idealizar um caminho, um percurso. Como toda profissão, tem que aprender habilidades e competências. Um padeiro que não sabe fazer pão dificilmente vai ter clientes.


Por quê?

Aqui os motivos variam de pessoa a pessoa. Mas isso também é relevante para que a execução siga de forma a atingir o objetivo.

Sua meta também tem que ser mensurável


É bom que você tenha uma quantidade que possa mostrar seu progresso. Ex: Produzir 30 ilustrações em 90 dias, produzir 1 ou 2 livros no ano... Sempre dentro de um período determinado de tempo.


Estive olhando meus trabalhos essa semana e percebi que, só de ilustrações para livros publicados, até o momento, foram em média umas 700 ilustrações. Mas tem muito mais coisa que já produzi, muitos cenários, ilustrações avulsas, pinturas, desenhos de anatomia, desenhos feitos em aula, ilustrações para produtos... enfim, é importante ter noção do que produzimos. A produção ajuda em dois aspectos: produzir seu portfólio e aprimorar seu traço, ou seja, seu desenvolvimento.


Sua meta é “atingível”?


Coisas a se considerar: Eu tenho os recursos? Tenho habilidades? Em caso negativo, o que preciso para atingir o meu objetivo? Preciso aprender algo? Há algum curso que eu possa fazer? Há materiais que devo adquirir? Se sim, quais são?


Muita gente procura as respostas na internet. Eu acho super válido, porque realmente tem muita informação, mas quando você encontra algo já estruturado, na sequência, com o conteúdo exato que você precisa, te poupa muito tempo e você não precisa perder tempo procurando e analisando se aquela informação seria realmente útil para você. Meta Realista & Relevante - O meu objetivo é realista?


Não adianta eu querer ilustrar livros em japonês, pois só conheço 7 palavras nessa língua. E eu preciso não só ler, mas compreender o texto de um livro para que minhas ilustrações consigam ‘funcionar’ bem com a história. Um objetivo não pode ser algo que está fora de nosso alcance.


Você está engajado para atingir esse objetivo? Isso que tenho como objetivo é relevante para mim? Porque, se não for, por que dedicar tempo a algo que não é importante? Hoje em dia, o tempo que dispomos é escasso. Priorize o que é relevante.


Sua meta tem que ter um tempo definido – Quando pretendo chegar a esse objetivo? Qual a data que defino para isso? Se não definimos uma data, dificilmente faremos o esforço para chegar lá. Vamos deixando para depois, e acabamos priorizando outras coisas. Ou seja, procrastinamos.


Os objetivos e todas essas técnicas que existem são muito bonitas. Mas não podemos ficar somente nisso. Temos que partir para a AÇÃO, dar o primeiro passo, depois o segundo, e outros em seguida. Vejo muitas pessoas que desejam fazer algo e, infelizmente, passam-se os anos e não deram nem um passo em direção ao que queriam. AÇÃO é a palavra-chave.

Converso com pessoas dos mais variados nichos. Querem abrir um negócio, mas tem receio de iniciar, sempre deixando para o futuro. Não tenho tempo, é a desculpa. Mas o tempo está passando, a vida está passando. Se queremos ter determinada profissão, temos que adquirir as habilidades, fazer um curso, um workshop, treinar, produzir…


O que você está disposto a fazer hoje para dar o primeiro passo rumo ao seu objetivo?


Para concluir, uma frase famosa que ouvi essa semana:


"Um sonho não se torna realidade por magia; exige suor, determinação e trabalho árduo."

Colin Powell

185 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Materiais Básicos para Iniciar

Frequentemente recebo perguntas a respeito da técnica que eu uso para ilustrar, que é o acrílico sobre papel. Uma das perguntas que mais recebo é: quais os materiais que preciso para começar? Eu uso t